Amor, o que será?

Quanto mais tento explicar

mais ele em mim se intensifica,
apenas palavras não justificam um sentido
que tem que ser por dois, recíproco...

Por que não há palavras que possam expressar
este sentimento magnífico como o amor?

Só me resta acreditar que o amor
é em sua perfeição a explicação do que é infinito.
Que é algo translúcido capaz de transcender os tempos
jamais apagando dos corações de quem ama, a sua luz..

Talvez seja um fogo que marca o corpo e alma
e que frio algum possa apagar
a sublimidade de suas deliciosas marcas...

Definitivamente, não sei, mas
enquanto as respostas não me vêm,
vou amando.

Vou sentindo-o no teu abraço
no teu beijo, no teu calor e,
na essência de nós dois misturados um ao outro,
na reciprocidade de nossas caricias,
e de nossos olhares
no aconchego da nossa paixão...

quem sabe um dia
eu possa descrever em palavras
este terno e infinito enigma:

de o por quê,
quando este sentimento transcende a adoração,
o corpo aquece fazendo palpitar o coração,
fazendo o corpo entrar magicamente em erupção...

quem sabe se o amor
não são simples e pequeninos elos de fixação
que eleva ao mais alto nível
os mais sublimes sentimentos
em uma única composição
como a de uma comunhão
praticada no dia a dia, por exemplo...?

Marta Rodriguez
Imagem: Internet

3 comentários:

EMIRIANO ROCHA disse...

AMAR É TUDO DE BOM ;)

Esta tua poesia foi referenciada em MOMENTOS EMIRIANO ROCHA de Sexta-Feira 15 Abr 2011...

BEIJAO/EMIR

Veronica de Nazareth-Noic@ disse...

Marta...

por mais que busquemos conceituação que satisfaça(?)...explicação mais plausível...direcionamento para voos insólitos que praticamos, em nome do amor, jamais encontraremos. Simplesmente, porque amor não se explica, nem aceita explicação e/ou definição; Instala-se, exercício diário e nas mais diminutas coisas e ações...nada além disso...No mais,sim, ajuda a que possamos ter inspiração, sobrevoar sonhos que não seriam possíveis sem esse sentimento, decorrência seja belos versos, como estes teus...
Bjão de Luz.

N. Barcelli disse...

Será fogo que arde sem se ver...?
Excelente poema, gostei muito.
Beijo.